5 razões para atualizar a sua versão de Tableau para a 10.5

Uma das principais vantagens de utilizar a plataforma Tableau é a constante procura por inovação e por características que facilitem cada vez mais a condução de análises aprofundadas. Desde programadores a administradores e, até, a utilizadores finais, todos podem esperar alterações importantes a cada versão, preparadas para agilizar processos de trabalho. Explore estas 5 novas features, da versão 10.5, e veja por que razão deve atualizar já a sua versão de Tableau!

1. Hyper para extração de dados

O Hyper – a nova tecnologia in-memory da Tableau – tira partido do novo hardware multi-core. Este, procede a uma ingestão e extração de dados de forma rápida (até 3 vezes mais rápida) e possibilita um acesso mais ágil a esses mesmos dados, através de uma velocidade de pesquisa até 5 vezes superior. Esta nova característica (com patente pendente) permite extrair e analisar conjuntos de dados maiores e mais complexos. Não há nada mais simples do que fazer este upgrade: nem irá notar!

2. Adicionar visualizações a tooltips

Adicionar novas visualizações  às tooltips permite acrescentar os detalhes necessários ao dashboard, e, ao mesmo tempo, manter um design simples. Complementar o dashboard com este tipo de informação permite suportar as análises e facilita a exploração por parte de outros utilizadores. Além disso, é uma excelente forma de fomentar a utilização da versão digital, em detrimento da versão impressa ou em PDF.

3. Tableau Server agora disponível para Linux

A partir da versão 10.5 de Tableau, é possível instalar Tableau Server em servidores Linux (RHEL 7, CentOS 7, Oracle Linux ou Ubuntu 16.04 LTS). Este avanço fornecerá aos administradores maior flexibilidade na integração e otimização de processos e workflows, sendo possível, inclusivamente, alterar o número de documentos de fundo, VizQL e servidores de aplicação, sem ser necessário reiniciar o servidor. É necessário, apenas, ter em conta que o Tableau Server no Linux suporta um subconjunto de fontes de dados no Tableau Server do Windows. Mais especificações técnicas, aqui.

4. Crie projetos de raíz com Tableau Server

Com esta atualização é possível criar subprojetos dentro de projetos, e customizar as permissões em cada sub-nível, tornando a organização dos workbooks mais simples e de acordo com as necessidades.

Este novo recurso resulta da necessidade (e do feedback) dos utilizadores, que pretendem espelhar a estrutura de pastas que já é utilizada para armazenar arquivos.

5. Downgrade para workbooks disponível no Tableau Desktop

Esta nova característica permite criar workbooks compatíveis com versões mais antigas de Tableau (a partir da versão 10.2). De salientar que esta funcionalidade não se encontra disponível quando se tratam de workbooks que utilizam a nova tecnologia hyper da Tableau.

Outras melhorias:

  • Tableau Server/ Online
    • Renomear workbooks sem ter de os eliminar ou republicar;
    • Possibilidade de adicionar grupos de utilizadores a subscrições de workbooks e de customizar a mensagem enviada no email de subscrição;
    • Melhoria na web authoring: agora é possível editar títulos e configurar eixos, formatar linhas, adicionar objetos e organizar metadados consoante as hierarquias. Para uma comparação entre desktop e web authoring, clicar aqui;
    • Melhoria dos contextos de erro no Tableau Server;
    • Possibilidade de alterar fotografias de perfil dos utilizadores;
    • Recomendações de data source no Tableau Online;
    • Melhorias na Tableau Bridge.
  • Tableau Mobile
    • Tooltips disponíveis para dispositivos móveis: se pressionar de forma continuada e, ao mesmo tempo, arrastar as marcas, as tooltips aparecerão, em versão mobile e tablet;
    • Anotar e partilhar através do telemóvel: é possível desenhar, adicionar texto no topo de uma visualização e, até, partilhar uma versão interactiva por email, Hipchat ou Slack;
    • Melhorias nas versões Android e IO
  • Tableau Desktop
    • Melhorias de geocodificação;
    • Power trendline disponível: mais fácil para entender as relações de poder existentes entre variáveis, com as opções de arrastar e soltar;
    • Extrair API: incorpora e expande uma funcionalidade anteriormente presente no Tableau SDK, mas funciona, apenas, para criar ficheiros hyper, suportados pela versão 10.5 da Tableau (ou versões seguintes);
    • Novas conexões de dados (Box) e melhorias nas conexões de dados existentes (autenticação do Google; suporte para SSL para bases de dados IBM DB2 e BigInsights; suporte SAP Sybase para SSO; suporte para Odata V4);
    • Dimensões de dashboards aumentadas para 10,000 pixels (apropriadas para ecrans muito grandes);
    • Ativação da licença de desktop automatizada a partir da linha de comando;
    • Possibilidade de gerir as chaves de licença de Tableau através de máquinas virtuais não-persistentes. As licenças expirarão e serão posteriormente adicionadas ao pool de licenças para reutilização.
Ioana Posa5 razões para atualizar a sua versão de Tableau para a 10.5

Leia mais em

Tableau

Recomendados

Conheça as novidades, eventos e opinião dos mais reconhecidos experts
do universo de TI, nas áreas de Big Data, Business Intelligence,
Middleware e Mobile.