Web Summit 2018: o resumo da semana mais tecnológica do ano

A 10ª edição da Web Summit – “A melhor conferência sobre tecnologia”, segundo a Forbes – terminou e, tal como prometido pela organização, foi a maior edição de sempre!

Pelo terceiro ano consecutivo, Lisboa foi o palco principal para a demonstração das startups mais inovadoras, dos oradores mais inspiradores e de algumas das melhores empresas a nível mundial a atuar nos campos da tecnologia, do desporto, da moda ou mesmo do social media. Ao todo, foram 3 dias totalmente focados nas questões mais fraturantes do presente, mas também nos tópicos mais quentes para o futuro: é este o resumo da semana mais tecnológica do ano!

A Web Summit em números

0

Países

0

Oradores

0

Investidores

0

Visitantes

Para a Xpand IT, a Web Summit 2018 revelou-se um sucesso, não só pelo networking com parceiros e atuais clientes, como também pelas portas que se abriram a novos projetos. Muito do sucesso alcançado deve-se, também, à apresentação do Sentiment Meter, uma aplicação desenvolvida pela Xpand IT, que tem por base Inteligência Artificial (IA), mais concretamente Azure Cognitive Services da Microsoft,  e que pretende demonstrar de uma forma relativamente simples como a IA pode estar presente na vida e no dia-a-dia de toda a gente. Neste caso, a componente de gamificação ajudou ao sucesso atingido, já que quem conseguisse imitar através da sua expressão facial a emoção sorteada, ganharia um prémio.

Mais de 800 participantes tentaram a sua sorte no Sentiment Meter, e as filas para experimentar o jogo foram constantes ao longo dos três dias! Também os media presentes demonstraram interesse na nossa solução de Inteligência Artificial, e contámos mesmo com as visitas da Revista Visão, e do próprio Lourenço Medeiros, da Sic! Aqui ficam algumas fotografias:

Web Summit

Veja como funciona…

Os tópicos principais

Um dos principais tópicos que marcou esta edição da Web Summit foi, sem dúvida, a Inteligência Artificial (e o machine learning). Tanto nas talks como nas dinâmicas apresentadas pelas mais variadas empresas nos seus stands, a IA esteve presente. A Google, por exemplo, levou uma solução baseada no reconhecimento facial e no match que fazia entre a cara das pessoas nas fotografias e um pintor ou uma figura presente numa pintura antiga. Já a Microsoft, utilizando os seus serviços cognitivos, fazia o match da nossa cara com a cara de uma celebridade, também com base na nossa fotografia.

Mas a Inteligência Artificial vai muito para além do entertenimento, e, segundo Brad Smith, Presidente da Microsoft Corporation, pode mesmo ajudar a curar doenças como o cancro já na próxima década. Esta parece ser uma opinião partilhada por Young Sohn, Presidente da Samsung, que defende que a IA pode ter um papel bastante positivo na vida das sociedades, podendo ser aplicada a áreas fundamentais como a Biologia e a Medicina.

Também a sustentabilidade foi uma das principais matérias abordadas ao longo desta semana, com a política do plástico zero a ser seguida à risca pela organização. Foram distribuídas garrafas de metal reutilizáveis aos participantes – uma oferta da Mirpuri Foundation – e os copos de plástico foram substituídos por copos de papel. Em várias talks foi defendida a necessidade de se criar um mundo melhor, mais sustentável também na tecnologia, com a própria Apple, por exemplo, a prometer reduzir a utilização de alumínio na produção dos seus equipamentos.

E se a tecnologia é o ponto central desta conferência mundial, também a segurança na internet começa a ser um ponto de honra, transversal a todos os setores. Tim Berners-Lee, considerado o pai da internet e atual diretor da World Wide Web Foundation – uma associação internacional que promove a utilização segura da internet – deixou a ideia de se criar uma carta Magna da World Wide Web, ideia que foi ao encontro da opinião de Garry Kasparov, embaixador para a segurança da Avast, que referiu que a tecnologia “tem de começar a estar em concordância com os direitos do Homem”. Esta é a prova de que o tema da protecção de dados e da privacidade online está bastante quente, ou não fossem os brindes mais oferecidos pelas empresas as webcam covers para os computadores portáteis.

Em suma, a Web Summit 2018 foi, sem dúvida, uma das edições mais interessantes, não só pelos tópicos abordados mas também porque o evento irá ficar por Lisboa durante os próximos 10 anos, com promessas de aumentar! Esta é uma excelente oportunidade para apresentar novas ideias e projetos, como aconteceu com o Sentiment Meter. Estamos ansiosos por dar os próximos passos.

Aqui ficam algumas fotografias desta semana!

Web Summit
Ana LamelasWeb Summit 2018: o resumo da semana mais tecnológica do ano

Leia mais em

Notícias

Recomendados

Conheça as novidades, eventos e opinião dos mais reconhecidos experts
do universo de TI, nas áreas de Big Data, Business Intelligence,
Middleware e Mobile.