ITIL: boas práticas para melhorar o seu IT Service Management

ITIL é um acrónimo para Information Technology Infrastructure Library e é um conjunto de boas práticas que permitem melhorar a operação e a gestão de todos os serviços de IT de uma empresa. Quando implementado pelas organizações, este conjunto de práticas torna-se uma mais-valia inequívoca, uma vez que apresenta vantagens como a melhor gestão de riscos, o fortalecimento das relações com os clientes, a melhoria da produtividade e mesmo a redução de custos.

Desenvolvida no ano de 1980 pela Central Computer and Telecommunications Agency (CCTA) – pertencente ao governo Britânico – esta é a principal framework que permite estabelecer um bom IT Service Management (ITSM). Começou por ter mais de 30 livros, que aglomeravam inúmeras fontes de informação e que descreviam as boas práticas que as TI deveriam seguir. Neste momento, a ITIL conta com cinco livros que abordam os vários processos e funções (sendo 26 o número total de processos que podem ser adotados pelas empresas).

Em 2005 esta framework foi finalmente reconhecida e adquiriu o selo de aprovação ISO/IEC 20000 Service Management, por se encontrar em conformidade com o standard pretendido e por estar alinhado, de facto, com as melhores práticas em Tecnologias da Informação.

A ITIL sofreu algumas revisões ao longo da sua história e conta já com 4 versões, tendo a última sido lançada no início de 2019. Esta versão, mais atual, mantém um enorme foco e preocupação com a automatização de processos, de forma a otimizar o tempo dos profissionais, e com a integração dos departamentos de IT nos negócios – de forma a melhorar a comunicação entre equipas e pessoal técnico e não técnico. A versão 4 apresenta novas formas de responder aos desafios da tecnologia moderna, e pretende caminhar para ser cada vez mais agile e colaborativa.

Para implementar ITIL numa empresa não basta ler os livros existentes. É necessário ter profissionais dedicados a esta área, com o mindset indicado, e garantir formações e certificações tanto para a empresa como para esses profissionais. A certificação, de acordo com a versão 4 do ITIL, divide-se em dois patamares: ITIL Foundation e ITIL Master – cada um com os seus exames e conteúdos programáticos. No módulo ITIL Foundation existem duas possibilidades: a certificação ITIL Managing Professional (que oferece certificação como ITIL Specialist) e a certificação ITIL Strategic Leaders (que, por sua vez, inclui certificado para ITIL Strategist e ITIL Leader). Após completar as certificações do nível Foundation, pode dar o salto para o nível Master – a certificação mais elevada que pode ter no ITIL 4. No quadro abaixo pode verificar o esquema completo:

ITIL

O ITIL divide-se em cinco grandes áreas – Service Strategy; Service Design; Service Transition; Service Operations e Continual Service Improvement – sendo que cada área apresenta os seus processos. Embora esta framework apresente, ao todo, 26 processos, não é necessário que as empresas os adotem na sua totalidade. Cabe aos profissionais de IT, e, no limite, ao CTO, definir quais os procedimentos a integrar nas equipas. Aqui ficam alguns exemplos dos processos mais utilizados:

ITIL
Ana LamelasITIL: boas práticas para melhorar o seu IT Service Management

Leia mais em

Tech

Recomendados

Conheça as novidades, eventos e opinião dos mais reconhecidos experts
do universo de TI, nas áreas de Big Data, Business Intelligence,
Middleware e Mobile.