Pedro Rosa

Xpand IT conquista estatuto de PME Excelência 2020

< 1 min

A Xpand IT recebeu a distinção PME Excelência 2020.O estatuto PME Excelência é atribuído pelo IAPMEI e pelo Turismo de Portugal em parceria com os principais bancos nacionais e as Sociedades de Garantia Mútua, de forma a distinguir e dar notoriedade às empresas que alcancem os melhores desempenhos e indicadores de gestão, marcando assim a capacidade competitiva do país.

Em 2020, apesar dos desafios impostos pela pandemia, do trabalho remoto e pelos critérios rigorosos de seleção, a Xpand IT foi premiada com esta distinção que sublinha ainda mais o crescimento exponencial da marca no mercado nacional.

A Xpand IT junta, assim, esta distinção ao prémio de melhor empresa no setor de Serviços e melhor PME do ano.

Reveja aqui a entrega do prémio de melhor PME do ano:

Pedro RosaXpand IT conquista estatuto de PME Excelência 2020
read more

Os 6 melhores eventos de Big Data em 2021

3 min

O universo de Big Data está pronto para acompanhar as tendências de transformação digital que o último ano obrigou a acelerar. Com novos desafios a acontecer no dia-a-dia das pessoas e empresas, muitos hábitos de consumo estão em constante alteração. Nesta nova era de organização e gestão de eventos, os principais centros de conferência estão mais do que nunca presentes no online, apelando à proximidade e alargando o leque de oportunidades de partilha e aquisição de conhecimento. A reflexão e a discussão vão continuar a acontecer em Big Data com vários eventos sobre este mundo a acontecer em 2021 e acessível a todos, à distância de um clique. Eis as sugestões da Xpand IT para descobrir quais os melhores eventos de Big Data em 2021.

Eventos de Big Data em 2021:

data ai summit europe 2021

Data + AI Summit Europe 2021

17 a 19 de novembro | Quero saber mais »

Anteriormente conhecido pelo “Spark + AI Summit”, a Databricks apresenta ao mundo online o Data + AI Summit Europe 2021. O sucesso do Apache Spark acelerou a evolução das data teams, e este evento promete reunir milhares de equipas profissionais da área, estudantes, líderes, empreendedores e os criadores de Spark, Delta Lake, MLFlow e Koalas. Sem dúvida, um dos melhores eventos de Big Data em 2021, a não perder!


kafka summit europe 2021

Kafka Summit: Europe 2021

11 e 12 de Maio | Quero saber mais »

O evento ideal para Developers, Operators ou Data Scientists. O Kafka Summit é um evento de referência da tecnologia streaming. Não vão faltar momentos de partilha de profissionais, oportunidades para networking. Juntar-se à comunidade dedicada à plataforma Apache Kafka poderá estar na sua lista de to-do neste novo ano.


bda europe 2021

BDA Europe 2021

09 de março | Quero saber mais »

Este evento pretende ser uma montra das melhores tecnologias a utilizar em sistemas de Big Data. Para além das apresentações sobre a importância das data base no mundo empresarial ou a inovação através da disrupção digital, o evento vai contar com a presença de empresas especializadas em soluções Big Data e Advanced Analytics, capazes de proporcionar o melhor aconselhamento para aquilo que procura para a sua organização.


big data world 2021

Big Data World 2021 | Londres

07 e 08 julho de 2021 | Quero saber mais »

Este é o evento onde se vai falar sobre gestão e integração de dados. Desde o machine learning à Inteligência Artificial, o Big Data & AI World é o evento líder a nível mundial que se foca nos problemas reais das empresas. Estão garantidas horas de partilha de informação com centenas de speakers, debates one-to-one com os maiores especialistas e empresas da área.

O evento vai decorrer em Londres, nos dia 7 e 8 de julho, abrindo-se uma janela de exceção caso a situação pandémica atual se mantenha.


data fest 2021

Data Fest 2021

datas a definir | Quero saber mais »

O Data Fest 2021 faz jus ao seu nome, é mesmo um festival! Mas em vez de artistas musicais, conta com os maiores especialistas das áreas de TI, estudantes de engenharia informática e profissionais da área. Nos últimos 3 anos, o conceito passou por 3 “palcos”: o Data Summit, Data Talent e o Data Tech. A receita para este ano é igual, mas as cidades escocesas que hospedavam este evento, serão substituídas pelo online, dando assim a possibilidade de participar em qualquer lugar do mundo!


idc data monetization management

IDC Data Monetization & Management

11 e 12 de maio | Website ainda não disponível

Em parceria com a universidade NOVA IMS, o IDC apresenta um evento sobre gestão e monitorização de dados. Mais informações em breve.


Na Xpand IT acreditamos que o principal desafio na adoção de soluções de Big Data em Portugal e em qualquer lugar do mundo passa pela capacidade de gerir elevados volumes de dados provenientes de múltiplas fontes para extração de valor de negócio a partir da informação recolhida.

O nosso segredo reside numa equipa multidisciplinar com fortes competências em tecnologias de processamento distribuído de dados, totalmente suportada em ferramentas, processos e metodologias ágeis e um conjunto de parceiros como Cloudera e Confluent.

Se quiser saber mais sobre como as nossas soluções de Big Data podem ajudar o seu negócio, entre em contacto connosco.

Pedro RosaOs 6 melhores eventos de Big Data em 2021
read more

Xpand IT é eleita a melhor PME do ano

< 1 min

A Xpand IT faz a dobradinha ao obter duas distinções na edição de 2020 das 1000 melhores PME’s de Portugal: melhor empresa no setor de serviços e melhor PME do ano.

Estes 2 prémios foram atribuídos no seguimento do ranking das “1000 maiores PME’s a operar em Portugal”, que premeia as melhores empresas em 21 setores de atividade, e, ainda, a que mais se destacou entre todas. Esta é uma iniciativa histórica da Exame, da Informa D&B e da Deloitte e que conta com o apoio da Ageas Seguros.

A Xpand IT acumula, assim, estas duas distinções, no seguimento de um desempenho global bastante positivo obtido durante o ano de 2019 – com um volume de faturação na ordem dos 21.8M€ e um crescimento superior a 48%.

“É gratificante receber estes prémios que, muito embora não seja algo que norteie o nosso propósito, são um reconhecimento de todo o trabalho que temos vindo a desenvolver ao longo destes 17 anos. O meu, e nosso, agradecimento vai para todos os colaboradores, ex-colaboradores, clientes e parceiros que tornaram possível esta realidade e que nos têm acompanhado ao longo deste percurso”, partilha Paulo Lopes, CEO da Xpand IT.

Com este prémio, é o segundo ano consecutivo que coloca a Xpand IT no topo da prestação de serviços, já que em 2019 já tinha recebido o prémio de melhor empresa no setor dos serviços, pela Exame.

Assista ao evento da entrega do prémio de melhor PME do ano:

Pedro RosaXpand IT é eleita a melhor PME do ano
read more

Gestão de equipas de Marketing com ferramentas Atlassian

5 min

A organização de trabalho é um tema diário de todas as empresas. Quem delega o quê? Em que ponto está aquele projeto que não pode mesmo falhar? Como fazer o report da carga de trabalho que a sua equipa suporta?

Todas estas questões são legítimas, e é por isso que o vamos ajudar a tirar proveito das ferramentas Atlassian para potenciar a sua equipa e organização. Iremos também apresentar um use case, utilizando como exemplo a equipa de Marketing da Xpand IT, para que possa perceber de forma mais detalhada qual o verdadeiro potencial destas ferramentas em equipas fora do âmbito do desenvolvimento de software.

Confluence

Comecemos pelo Confluence. Esta plataforma de gestão e partilha de knowledge, permite que as equipas, independentemente da área de atuação numa organização, consigam mostrar os projetos em que estão envolvidas, partilhar resultados, iniciativas ou até mesmo conteúdos pessoais que possam ser úteis à organização. Graças à sua estrutura, a plataforma permite que os fluxos de informação corram de forma eficaz fazendo com que todas as pessoas envolvidas na empresa estejam ao ocorrente do dia-a-dia do trabalho de cada um.

Vejamos o caso da equipa de Marketing da Xpand IT. Com o acesso ao Confluence, é possível dar visibilidade à empresa de todas as iniciativas de Marketing (e não só!) que estão a decorrer. O acesso fácil à informação, faz com que todos os colaboradores se sintam envolvidos nos mesmos projetos, aumentando e fomentando a cultura do teamwork. Assim, todos têm uma voz, partilham, contribuem e dão feedback.

Podemos perceber o impacto do Confluence, por exemplo, numa interação entre a equipa de Marketing e a equipa de Sales. Mesmo trabalhando sobre alçadas diferentes, a plataforma permite que ambas as equipas partilhem os seus inputs no apoio à participação da Xpand IT num evento externo. Através da rápida e fácil edição dos conteúdos da página do evento, é possível aumentar a agilidade de todo o processo organizacional e simplificar um trabalho burocrático que, numa habitual troca de e-mails, se pode tornar moroso.

É possível, também, criar notas de reunião, planos de projetos, especificação de serviços, entre outros tipos de documentos, que fomentem o processo colaborativo das equipas e contribuam para uma execução mais ágil e eficaz.

Estes são alguns exemplos dos benefícios que o software Confluence pode trazer à sua equipa.  Poderá saber mais informações sobre o Confluence aqui. Consulte o artigo 10 razões para atualizar a sua versão de Confluence para conhecer outras funcionalidades que pode usufruir com esta ferramenta.

Jira Software

O Jira é uma plataforma de gestão de trabalho que permite que as suas equipas consigam visualizar o estado de todas as suas tarefas de uma forma mais prática, intuitiva e colaborativa. O Jira Software estende a funcionalidade base do Jira para suportar processos ágeis de desenvolvimento (não necessariamente software) e facilitar o planeamento, execução e otimização do trabalho das equipas.

Existem 4 fases ligadas ao sucesso desta plataforma e que impactam positivamente no trabalho das suas equipas:

– Plan: distribuição de tarefas por toda a equipa;

– Track: priorização e acompanhamento de tarefas para o sucesso de cada projeto onde a sua equipa está envolvida;

– Release: tempo de execução das várias tarefas. Ao longo do período de trabalho, cada elemento da equipa pode alterar o status de cada tarefa para manter o resto da equipa atualizada;

– Report: no final de cada período de trabalho, é possível a elaboração de um report que identifique onde a sua equipa teve sucesso e os pontos de melhoria.

É com base nestas 4 fases que regressamos ao exemplo da equipa de Marketing da Xpand IT. Dentro de uma equipa podem existir várias metodologias de trabalho a adotar (neste artigo poderá ver as 5 metodologias Agile que existem). Neste caso, vamos explorar a metodologia SCRUM.  Este método de trabalho carateriza-se pelos ciclos ou etapas de desenvolvimento, definidas como sprints, e pela maximização do tempo de desenvolvimento de uma série de tarefas.

Regra geral, devem existir todos os dias reuniões de 15 minutos, as daily scrum, que permitem determinar o progresso do projeto, dar visibilidade de impedimentos existentes e definir os objetivos para o dia de trabalho. Com períodos de trabalho quinzenais, denominados por sprints, a equipa inicia o seu ciclo de trabalho com uma reunião onde cada elemento da equipa cria as suas tarefas na plataforma e atribui várias métricas às mesmas: story points (de 1 a 8), que ajudam a determinar a complexidade de cada task; horas, que prevê um número mais fiável do tempo a despender  por cada tarefa; priority, que permite definir a urgência de cada tarefa; assignee, pessoa responsável pelo cumprimento da mesma. A equipa utiliza ainda labels (ou tags) para categorizar tarefas, facilitando a análise de tempo dispendido no report final de cada sprint.

Depois, o SCRUM Master – pessoa responsável por garantir as práticas do processo – dá início ao sprint.

No final do sprint, a equipa volta a reunir para fazer o Sprint Review e perceber os pontos de melhoria nos seus métodos de trabalho, dificuldade das tarefas, entre outros.

gestão de equipas

Vejamos o exemplo seguinte:

Neste caso, foi criado um issue no Jira Software para a realização deste blogpost. Foram atribuídos os story points estimados, o número de horas para escrever este artigo e a sua priority.

Como podem ver na imagem, foi atribuído um total de 12 horas para a elaboração deste conteúdo (1d e 4h), a dificuldade foi máxima (relembrando, a escala é de 1 a 8) e foram criadas 3 tags: Blog, porque se trata de uma escrita para o nosso blog; CS, porque é a nossa área de negócio associada às tecnologias referidas; Atlassian, porque é o tema que este use case retrata.

Depois de feito o upload, esta task irá afixar-se na coluna dos “To Do” e irá mudar de status, consoante o progresso da tarefa. Esta tarefa, visto estar a ler este artigo, já foi concluída, pelo que se encontra actualmente no estado “Done”. No entanto, durante a produção deste conteúdo, a mesma encontrava-se no estado  “In Progress”.

Com esta ferramenta, conseguimos perceber, enquanto equipa, a carga horária que é necessária para cada tarefa e, assim, otimizar a organização de trabalho e eficácia na alocação de recursos.

Jira Service Desk

gestão de equipas

Esta plataforma de gestão de pedidos de serviço é a solução ideal para a resolução de issues que possam surgir no dia-a-dia do seu trabalho. A missão da equipa de resolução dos mesmos é responder ao pedido com o maior e mais elevado nível de qualidade de suporte, e ao mesmo tempo conseguir otimizar o processo de resposta e a gestão da sua capacidade.

O processo de abertura de um pedido de suporte (ticket) é bastante simples. Vamos ver o caso da nossa equipa de Marketing em conjunto com a equipa de design para a abertura de um ticket para a elaboração das peças de comunicação deste blogpost. Na plataforma de Jira Service Desk, pode selecionar a categoria do seu pedido. Neste caso, vamos abrir um ticket em “Design Request”.

De seguida, detalhamo-lo da forma mais precisa possível para que a necessidade seja totalmente clara para a equipa de Design. Segue-se a indicação do projeto a que o esforço da equipa de Design sobre este pedido deve ser alocado (para imputação de custos) e a definição de um ou mais aprovadores para a realização deste pedido, se tal for necessário. Por fim, indicamos um deadline expectável para a resolução do ticket – para que a equipa de Design consiga organizar os timelines do seu fluxo de trabalho em concordância – e anexamos quaisquer ficheiros que possam ser úteis à boa resolução do mesmo.

Pensamentos Finais

Neste conteúdo abordámos um caso de uso simples do dia-a-dia da equipa de Marketing suportado em duas ferramentas Atlassian. Existem muitas outras necessidades e especificidades que podem ser mapeadas nestes produtos, cujas funcionalidades podem mesmo ser estendidas com recurso a milhares de apps presentes no Marketplace Atlassian. As possibilidades para a melhoria da colaboração entre equipas são infinitas.

A Xpand IT é uma empresa global que atua como única Atlassian Platinum Solution Partner em Portugal, desenvolvendo serviços e produtos Atlassian na área da colaboração e gestão de processos de trabalho de equipas de múltiplos sectores de atividade. O nosso know-how, aliado à experiência em tecnologia Atlassian, permite-nos prestar vários serviços de consultoria especializada para a instalação, configuração, migração e upgrade, customização, suporte, formação, assessment e empowerment em ferramentas Atlassian. Saiba tudo, aqui.

Pedro RosaGestão de equipas de Marketing com ferramentas Atlassian
read more

Comecei um novo desafio profissional em teletrabalho. Foi assim a minha experiência

6 min

Começar num emprego novo, independentemente da experiência que tenhamos é já só por si um desafio enorme. Novos colegas, novos métodos de trabalho, novas rotinas. É uma vida nova que nos exige capacidade de adaptação e reação para podermos dar o máximo de nós desde o primeiro minuto.

Neste artigo vou falar-vos da minha experiência e de como foi iniciar um novo desafio profissional em teletrabalho. Começo por me apresentar. Sou o Pedro, tenho 23 anos e estou atualmente a tirar um mestrado em Marketing no ISEG – Lisbon School of Economics & Management. É um desafio. Não sou pessoa de estudar, nem nunca pensei em seguir os estudos depois da minha licenciatura em Gestão. Já estava farto de livros, de trabalhos, de apresentações e do inferno que são os deadlines (era até ao último segundo!). Mas a minha paixão pelo Marketing falou mais alto, e lá fui eu. Já a trabalhar na área, embarquei na missão de mais uns anos de estudo e de ficar a dever mais umas horas de sono à cama. Nada de novo. Afinal, e como dizemos em Portugal, “quem corre por gosto não cansa”.

No início de março de 2020, estava eu pronto para começar o segundo semestre na faculdade, quando o (meu) Mundo decidiu mostrar que de um dia para o outro tudo pode mudar. A pandemia que nos assombrava ao longe, chega a Portugal, e com isso, há uma mudança total no paradigma social e económico. As lojas fecham portas, as faculdades suspendem as aulas, a bola pára de rolar no relvado, as empresas congelam as suas produções e o país fica temporariamente parado.

Mas foi também nessa altura que recebi a confirmação que iria fazer parte da equipa da Xpand IT. E naturalmente também percebi que iria começar pela primeira vez um novo desafio profissional em teletrabalho. Tinha ido aos escritórios uns dias antes. Tive a minha entrevista, e logo percebi que estava perante uma empresa diferente. Mal podia esperar por fazer daquele espaço a minha segunda casa e daquelas pessoas a minha nova família.

Iniciar um novo desafio profissional em teletrabalho – como tudo começou

Comecei a trabalhar no dia 6 de abril com todos os processos habituais de integração à equipa, adaptação a um novo ambiente e a um mundo de negócio que não estava habituado. E assim foi. No tão aguardado dia tive o meu onboarding process. Mas o escritório foi substituído pelo meu quarto, os meus novos colegas por um ecrã e a felicidade de começar uma nova aventura foi partilhada sozinha. Parece uma história triste, cinzenta e que tudo correu mal, não é?! Acredita que não. Claro que também confesso que não era o início que esperava. Foi apenas e só, o início possível. Já de computador (enviado previamente pela empresa) preparado, comecei aquela segunda-feira a fazer a longa viagem entre a minha cama e a secretária. Pelo caminho deu para me vestir e para me arranjar de maneira a não parecer que tinha acabado de acordar (que foi realmente o que aconteceu!).

Liguei o computador e começou ali uma nova página na minha vida. Era a partir daquele momento um Xpander*. Entrei na sala de reuniões, o Microsoft Teams. Fui logo bem acolhido. O sorriso das pessoas responsáveis por darem o kick-off à minha aventura foi contagiante, e parecia que tudo aquilo era normal. Era como se tivessem naquela situação de trabalhar em casa desde sempre. Entre miúdos a gritar para a televisão e gatos a passarem à frente dos ecrãs, a “normalidade” que foi transmitida fez-me ter a certeza que é neste tipo de empresas que está o futuro (e o presente!). A capacidade de adaptação foi enorme e a única diferença entre estar ali na minha secretária ou no escritório em Lisboa, é que no meu quarto podia estar de calças de pijama e com umas pantufas fofinhas.

A cultura de trabalho é assim nos dias de hoje –  totalmente diferente, e a Xpand IT é uma empresa que transmite todos os valores que pretendo na minha carreira. Entre as daily meetings com a minha equipa, os concursos de culinária e as aulas de fitness promovidas pela empresa, as conversas da pausa (virtual) do café e o desafio de começar um novo desafio profissional em teletrabalho, fazem com que o entusiamo e a vontade de vestir a camisola da empresa seja todos os dias cada vez maior.

Por fim, visto a pele de Ted Mosby* e deixo alguns conselhos que poderão ajudar os jovens (sim, tenho 23 anos, mas já acho que tenho 75 e posso dar exortações sobre a vida) que estão à procura das suas primeiras experiências no mercado de trabalho, que se encontram atualmente em trabalho remoto ou que vão começar um novo desafio profissional em teletrabalho.

Então cá vai.

4 boas práticas que me ajudam a manter rotinas de trabalho saudáveis

Kids, começo por dizer que…”, esqueçam, vou direto ao assunto. Esta nova realidade permitiu-me perceber que existiam rotinas que nunca mais vão acontecer, mas ao mesmo tempo é uma oportunidade para fazermos um refresh aos nossos hábitos. É certo que desde que estamos a viver esta nova realidade podemos notar, por exemplo, um aumento da ansiedade ou uma diminuição da produtividade no trabalho, e está tudo certo com isso. No entanto, deixo-vos algumas rotinas e boas práticas que tenho encontrado para me conseguir focar ao máximo no trabalho, na família, e em mim próprio (sim, não se esqueçam de cuidar de vocês!):

Horários

Esta pode parecer uma dica simples, mas é a que se calhar faz mais diferença. Manter os horários de sono, de trabalho, das pequenas pausas ao longo do dia, das refeições… é meio caminho andado para conseguirmos suportar estes dias atípicos da melhor forma.

Refeições

Quem ainda não ganhou uns quilos a mais desde que está em casa? Eu já, e acreditem, sou daquelas pessoas que ninguém gosta: como e não engordo! Mas voltando ao tema, manter refeições equilibradas e devidamente espaçadas ao longo do dia, tem feito toda a diferença a nível de energia e bem-estar. Vejam bem… até pratos gourmet já sei fazer! Um autêntico dono de casa, eu!

Exercício físico

De certeza que estás sempre a ver nas redes sociais os teus amigos a fazer push-ups e squats, e se ainda não te juntaste a eles, estás sempre a tempo de o fazer. Desde tutoriais no Youtube a diretos no Instagram ou app especializadas… desculpas não existem, e acreditem, faz mesmo a diferença. É que ao treinares, até podes não ficar com o corpo do Cristiano Ronaldo ou da Beyoncé, mas pelo menos aquele bolo de chocolate que comes a meio da tarde já não vai pesar tanto.

Beber um copo com os amigos

Ahhhh! As memórias longínquas de se ir beber um copo com amigos a Lisboa numa sexta-feira depois do trabalho… parecia tão complexo organizar uma cerveja com aquele grupo de WhatsApp onde estás sempre a receber memes que já viste pelo menos 250 vezes, para no fim irem só duas ou três pessoas e as conversas serem sempre as mesmas: quem foi o mais prejudicado pela equipa de arbitragem naquele jogo da décima quinta jornada do campeonato de 1953 em que nem sequer éramos nascidos. Complexo, tudo. Mas recompensador. E agora é mais simples. (e até podes beber mais um copito que o normal – afinal o caminho para a cama é de apenas uns passos, e não do perigo da estrada). Abres à mesma o grupo do WhatsApp e ligas para todos os amigos. Vais ver que aquelas desculpas claramente inventadas do “hoje não dá, tenho que ir levar o primo da minha tia-avó ao serralheiro para fazer uma porta de casa-de-banho” ou “gostava muito de ir beber com vocês amigos, mas hoje o meu peixe faz anos, fica para a próxima”, vão deixar de acontecer. E se continuarem a existir… está na hora de os removeres do grupo.

Desde que estou confinado em casa e que abracei este novo desafio profissional em teletrabalho que falo mais com os meus amigos. Uma cerveja virtual, uns jogos de FIFA em que os comandos da Playstation acabam sempre por voar (aquele falhanço à boca da baliza é mesmo culpa do bonequinho e não de quem o está a controlar, não é?!), ou um simples “olá” tem feito com que sinta mais motivação para ultrapassarmos isto de vez. E, desculpem, claramente é esta a dica em que mais escrevo… as saudades de uma boa noite de copos já são demasiadas.

São estas as minhas novas rotinas, e confesso, não sei se as trocaria. E vocês? Que novas rotinas trouxeram para vossa vida?

Para finalizar, e como diz a minha colega Ana: “A vida acontece”. E é mesmo. Protejam-se. Adaptem-se. E, acreditem, vai ficar tudo bem. 

*(alcunha usada para descrever os colaboradores da Xpand IT)

*personagem da séria norte-americana “How I Met Your Mother”

*Podes ler a versão EN deste artigo aqui

Pedro RosaComecei um novo desafio profissional em teletrabalho. Foi assim a minha experiência
read more

Guia para uma estratégia de Marketing Automation de sucesso (com Salesforce e Pardot)

4 min

A pergunta até pode ser simples, mas criar uma estratégia eficaz de Marketing Automation pode não ser assim tão fácil. Para obtermos respostas, e perceber como criar uma estratégia de Marketing Automation de sucesso com Salesforce e Pardot, vamos por partes. Primeiro, o que é afinal o Marketing Automation?

Tal como o nome indica, Marketing Automation refere-se ao uso de software para automatizar os processos de marketing. Muitas vezes centramos os esforços das equipas de marketing na materialização de campanhas de email, dinamização de redes sociais ou gestão de ad campaigns. A ideia está certa. Com isto, as empresas conseguem entregar aos seus clientes um atendimento e uma experiência mais personalizados. No entanto, o processo pode ser algo complexo e moroso, colocando o esforço das equipas muito mais em trabalho operacional, do que em trabalho estratégico. Felizmente, existem ferramentas que nos ajudam a reduzir o tempo despendido em cada uma delas e, ainda, a aumentar a eficácia das campanhas.

Neste artigo vamos explorar duas ferramentas que poderão ajudar as nossas organizações a estruturarem e a aplicarem campanhas de Marketing Automation.

Estratégia de Marketing Automation com Salesforce

Comecemos pelo Salesforce. Esta é a aplicação de CRM mais utilizada a nível mundial, pois traz soluções que ajudam as empresas e os seus clientes a estarem completamente interligados, numa visão 360º.

Esta ferramenta permite uma grande variedade de soluções, sendo possível adaptar a plataforma a cada uma das empresas, de forma a implementar os seus processos únicos e simplificar o dia a dia de marketers e comerciais (algo que abordámos neste conteúdo).

É no Salesforce que se constrói a base das fichas de clientes, com todos os seus contactos, e que se guarda a informação das Leads geradas. Depois de nutridas e qualificadas no Pardot, as Leads passam para o Salesforce novamente, de forma a serem geradas verdadeiras oportunidades de negócio, dando à equipa comercial uma boa base de trabalho para conversão em vendas.

Actualmente, a plataforma conta com mais de 10 milhões de utilizadores em todo o mundo.

Ferramenta de comunicação B2B: Pardot

O Pardot, é uma ferramenta de comunicação de marketing B2B, que faz parte do universo do CRM Salesforce. Esta plataforma de marketing automation é intuitiva, e oferece a possibilidade de criar, implementar e gerir campanhas segmentadas, onde as Leads e os Contactos do Salesforce (Prospects na nomenclatura Pardot) são distribuídos por várias Personas, de forma a tornar a experiência dos Prospects única e diferenciada. Dizemos única e diferenciada porque através da retroalimentação dos dados podemos fazer campanhas cada vez mais direcionadas. Sim, isso mesmo, direcionadas a pessoas concretas!

O Pardot é particularmente útil em campanhas de email marketing, com possibilidade de ligação direta a landing pages criadas na própria ferramenta – desenvolvimento rápido e sem exigir conhecimentos técnicos, e com a opção de ter formulário ou não – ou em social campaigns, onde é possível validar como tem sido a interação dos Prospects com a atividade da empresas nas redes sociais, bem como fazer publicações em várias plataformas de uma só vez, incentivando ao aumento da quantidade e da qualidade das leads que, posteriormente, irão chegar às equipas de vendas.

Assim, partimos para a resposta à pergunta inicial: como criar uma campanha de Marketing Automation de sucesso com Salesforce e Pardot?

Existem 4 principais características que potenciam a força das campanhas e que estão associados tanto ao Pardot como ao Salesforce:

  1. Eficácia em email marketing;
  2. Geração de leads;
  3. Gestão de leads;
  4. Reports.

1 – Eficácia em email marketing: as campanhas de email mais atrativas são aquelas que são altamente orientadas ao nosso público-alvo e passam a mensagem da melhor forma, gerando, assim, mais leads de negócio. Com estas duas ferramentas é possível criar emails e páginas de forma mais rápida e eficiente, gerir os fluxos de automação, tendo em atenção a personalização dos destinatários, segmentar leads e assegurar o correto envio e visualização coerente em todos os dispositivos.

2 – Geração de Leads: para manter o pipeline de vendas preenchido, é preciso nutrir de forma constante as leads que chegam às empresas. Através da construção de landing pages, formulários com recurso a ferramentas “drag-and-drop”, criação e medição do ROI real das campanhas através da interligação ao Google AdWords, e com o uso de testes A/B para fazer um acompanhamento da performance das landing pages, é possível manter o pipeline totalmente abastecido com um fluxo de qualidade de leads.

3 – Gestão de Leads: significa menos tempo despendido por parte das equipas de marketing e vendas em tasks repetitivas, para dar lugar a maior concentração na aquisição e manutenção de leads importantes. Com isto, é possível priorizar e qualificar os leads usando sistemas de pontuação automatizada no Pardot.

4 – Reports: Salesforce e Pardot oferecem a possibilidade de extrair relatórios completos, como, por exemplo, com o registo de todos os contact points com os seus clientes, percebendo a sua jornada desde o primeiro clique até ao momento de conversão do fecho do negócio; reports com o ciclo de vida das vendas e, com isso, perceber onde os potenciais clientes estão a estagnar no funil; reports de pesquisa para entender como as campanhas do Google AdWords impactam os resultados da organização, entre outros.

Podemos concluir, então, que com Salesforce e Pardot podemos ter a capacidade de olhar para os nossos clientes a 360º, desde a estratégia de marketing até às vendas.

Assim, podemos gerir de forma mais eficaz a aquisição e manutenção da qualidade das leads, verificar quais são as oportunidades e melhorar os resultados das campanhas de marketing em curso.

Explore um exemplo de implementação de Marketing Automation:

Quero saber mais!
Pedro RosaGuia para uma estratégia de Marketing Automation de sucesso (com Salesforce e Pardot)
read more