Rúben Vanravan

Novo ciclo: a primeira edição do evento DnA 2019

2 min

O mês de maio ficou marcado na Xpand IT como o início de um novo ciclo: a primeira edição do evento DnA (Data ‘n’ Analytics 2019). Sob o mote “Building a Smarter Future”, esta nova abordagem quis mostrar como as diferentes áreas tecnológicas e de expertise, como Big Data, Data Science, Digital Xperience ou Business Intelligence, conseguem trabalhar de forma integrada, gerando efetivas mais-valias para as empresas.

A keynote da manhã focou-se, essencialmente, em transmitir uma visão coesa entre as diferentes áreas, demonstrando aos mais de 200 participantes que vivemos num mundo em que tudo à nossa volta gera dados e que essa é, de facto, uma oportunidade de ouro para conhecer melhor os seus clientes, propondo-lhes soluções mais adequadas para os desafios que enfrentam.

No entanto, essa oportunidade só existe se a soubermos criar, se soubermos potenciá-la, e Sérgio Viana, Digital Xperience Lead, mostrou à plateia de que forma o nosso expertise tem ajudado dezenas de empresas a cultivar essas mesmas oportunidades, apostando em construir uma cultura digital. Mas os dados gerados, se não foram extraídos e analisados de forma adequada, não passam disso mesmo: dados. Apenas com análises aprofundadas, com o software correto, e de acordo com as necessidades de cada decisor de negócio, é possível extrair todas as informações necessárias para que as decisões possam ser cada vez melhores e mais sustentadas. Todo este processo foi assegurado por Ricardo Pires, Business Intelligence Lead, que demonstrou como efetuá-lo de forma simples, mas eficaz. Por último, mas não menos importante, para que as análises possam ser efetuadas no momento certo, e a sustentar todos os processos de dados, são necessárias estruturas de Big Data que assegurem o volume desses dados, uma velocidade adequada (near real-time) e a escalabilidade conforme a necessidade de cada empresa – este foi o contributo de Nuno Barreto, Big Data Lead, que referiu ainda a nova geração de soluções de Big e Fast Data.

Da parte da tarde, as apresentações tornaram-se mais técnicas e com um cariz mais prático, sendo asseguradas por convidados tais como: Christian Violi e Filippo Lambiente, da Cloudera; Alexandre Baptista, da Microsoft; Daniel Olaso, da Hitachi Vantara; Rute Ferreira, da Tableau; Pedro Adão, da EDP Comercial; João Mira, do Santander e, ainda, por dois Xpanders, Boris Tchikoulaev e Luís Vicente. Numa sala à parte, decorreu, ainda, um workshop sobre como criar uma plataforma de dados.

No final das apresentações – e porque o dia a isso convidava – a Xpand IT ofereceu aos participantes um momento de networking final, no qual incluiu um beer-call. No próximo ano a Xpand IT promete trazer o DnA novamente, sempre focado em encontrar soluções para os desafios que as empresas modernas enfrentam, e sempre com os olhos postos no futuro. Mas o nosso futuro começa agora.

Aqui ficam algumas fotografias do grande evento do ano sobre Big Data & Analytics:

  • DNA
Rúben VanravanNovo ciclo: a primeira edição do evento DnA 2019
read more

O impacto de Big Data no Social Media Marketing

3 min

O social media nasceu com o intuito de criar ligações remotas entre colegas, amigos ou conhecidos que quisessem partilhar conhecimento e informação. Apesar desse propósito ainda constar da sua génese, a verdade é que o social media tem vindo a evoluir exponencialmente ano após ano, tendo-se tornado numa poderosa ferramenta de comunicação bi-direcional entre empresas e clientes.

Atualmente, o Social Media não só permite que as empresas comuniquem a sua marca e os seus produtos numa ótica de crescimento da sua base de clientes, mas permite, também, a  recolha de uma infinidade de inputs sobre os seus utilizadores, sejam eles seus clientes ou não.

Por essa razão, cada like, comment ou share, ajuda a que as empresas  percebam melhor os seus clientes e os seus comportamentos, através das interações que estes têm perante determinados conteúdos. Toda esta análise comportamental e partilha de informação gera um enorme volume de dados, algo apenas possível de armazenar e processar com recurso a tecnologias “Big Data”.

Na realidade, Big Data tem impactado quase todos os setores do nosso quotidiano,  alterando a forma como as pessoas comunicam, trabalham ou até mesmo como se divertem.

Ao longo das últimas décadas, a quantidade de dados gerados tem crescido de forma exponencial, duplicando a cada dois anos, e podendo chegar aos 44 triliões de gigabytes já em 2020. A massificação da internet e a internet of things aumentou de forma abrupta a quantidade de dados gerados, mas igualmente a necessidade de transformar e aceder a esses dados em tempos cada vez mais diminutos.

Big Data é o conceito tecnológico que agrega um conjunto de práticas e de ferramentas que permite lidar com esse problema, tendo 5 pilares fundamentais:

  • Volume (Armazenar , processar e aceder a grandes quantidades de dados)
  • Variedade (Cruzar diversas fontes de dados)
  • Velocidade (Velocidade de acesso, tratamento e processamento dos dados)
  • Veracidade (Garantia da veracidade da informação)
  • Valor (Utilidade da informação processada)

Esta “nova” capacidade de acesso e processamento de dados, permitiu um novo paradigma no marketing. Agora, é mais fácil analisar e perceber tendências, assim como possiveis “causas-efeito” das suas estratégias. Este tipo de análises tornaram-se indispensáveis para que as empresas consigam que as suas mensagens tenham uma maior percentagem de atingimento do seu target, resultado assim num acrescimo do seu ROI (Return on investment).

Como tirar partido do Big Data numa estratégia de Marketing?

A primeira coisa que deverá fazer é relacionar os dados, não estruturados, fornecidos pelas redes sociais com os dados de que já dispõe, como os detalhes dos  seus clientes.
Assim que o fizer será mais fácil observar e analisar as ações dos seus clientes e com isso tirar insights importantes que sirvam de base para as suas campanhas.

De seguida poderá começar a delinear estratégias de marketing focadas nos insights que observou. Ou seja, pode delinear campanhas de marketing assentes em conteúdo adequado às necessidades dos seus clientes, ou em grupos segmentados de clientes.

Chegou a hora da execução! Agora que já tem o conteúdo certo, baseado na análise que fez,  é altura de perceber a eficácia da sua estratégia.

Certamente já deve ter percebido que esta é a formula base para o sucesso, mas para o atingir é preciso estar constantemente a afiná-la. Ou seja, a partir deste ponto, a sua estratégia de Marketing Digital funcionará em ciclo: quanto mais insights recolher sobres os seus clientes, mais direcionadas e adequadas serão as suas estratégias e o seu conteúdo, que, por sua vez, fomentará ainda mais insights.

O Social Media Marketing é uma ferramenta que permite que qualquer empresa, indepedentemente do seu tamnho ou do mercado onde está inserida, perceba melhor os seus clientes e de que forma poderá adequar cada vez mais a sua oferta às necessidades dos seus clientes.
A verdade é que sem Big Data nada disto seria possível!

Rúben VanravanO impacto de Big Data no Social Media Marketing
read more