A indústria da Banca está a passar por muitas mudanças relevantes…

muitas das quais têm que ver com o aumento do ritmo da inovação, aumento de competição e uma mudança nos modelos de negócio. A pandemia acelerou algumas dessas mudanças. Os bancos tiveram que transportar todas as suas operações para o digital numa questão de dias, garantindo que os seus clientes tinham acesso a toda a gama de serviços de que precisavam e que os seus colaboradores tinham as condições necessárias para operar remotamente. Esta mudança foi uma demonstração notável de agilidade para a indústria que provou ser capaz de utilizar a tecnologia à sua disposição para fazer essa mudança num período de tempo tão curto – contrariamente aos argumentos de longa-data sobre o quão difícil seria dar este passo.

Tempo gasto em aplicações de finanças

O mundo da Banca experienciou um nível de disrupção que mudará tudo o que antes era norma nos serviços financeiros.

The Financial Brand
Download Gratuito

Digital Xperience na Banca

A indústria da Banca tem vindo lenta mas irrevogavelmente a mudar nos últimos anos e a tecnologia tem sido grande parte dessa mudança. A pandemia foi responsável, por si só, por mudanças que demorariam anos a ser implementadas e derrubou algumas barreiras à transformação digital de bancos de todo o mundo.

Os bancos tiveram que prontamente encontrar alternativas digitais para todos os seus serviços, garantindo que os seus clientes tinham o que precisavam para continuar a utilizar o seu banco e gerir as suas vidas financeiras, mesmo à distância e confinados nas suas casas.

Media

Desafios e Oportunidades

Resultados e Insights

Evento de lançamento

Futuro da Indústria da Banca

Este novo cenário traz desafios – alguns novos e outros que, embora não sejam novidade, ainda são relevantes – que o setor da banca deve endereçar. Mas, como sabemos, é durante as crises que surgem novas oportunidades. Os bancos têm outras opções de diferenciação e existem algumas tendências das quais os bancos podem tirar proveito

Desafios

É um facto reconhecido que os clientes são mais experientes e mais informados e, portanto, estão mais capacitados e têm mais informação disponível para tomar as suas próprias decisões. Além do mais, os clientes cada vez mais esperam que os serviços e as marcas com os quais interagem lhes ofereça a mesma excelente experiência.

90% dos consumidores estão preocupados em ser alvo de fraude no futuro. Adicionalmente, 61% acreditam que as empresas com acesso aos seus dados devem ser responsáveis por evitar esse tipo de ataques.

2020 foi o ano da digitalização. Devido à pandemia, milhões de organizações tiveram que transportar as suas operações para o digital da noite para o dia, para garantir que os seus produtos e serviços estivessem disponíveis online e garantir que os seus colaboradores conseguissem trabalhar remotamente.

Os bancos não devem focar as suas estratégias de engagement em gerações específicas, pois podem correr o risco de alienar um número significativo de clientes porque não estão a ir ao encontro das suas necessidades.

Tendências

A personalização é a espinha dorsal de uma experiência relevante. 52% dos clientes esperam que as empresas personalizem sempre as suas ofertas. É a forma como se pode estabelecer uma conexão adequada com os consumidores, porque significa que os bancos estão a utilizar a informação que têm sobre os seus clientes para lhes oferecer produtos e serviços relevantes.

Existe uma consciência crescente de que os bancos e instituições financeiras também têm um papel a desempenhar ao priorizar iniciativas que ajudam a proteger o futuro do nosso planeta e que se focam no impacto ambiental.

O futuro da banca pode muito bem ser um de parcerias onde os ecossistemas financeiros são a norma. Os bancos estão já a explorar como podem trabalhar em conjunto com outras instituições para oferecer melhores serviços, uma variedade mais ampla de produtos e para transformar radicalmente as experiências digitais dos seus clientes.

A indústria de Serviços Financeiros tem um potencial de automação de 43%. Ao investir na automação de processos de negócio críticos, os bancos terão que se focar na criação de eficiências internas e na automação de processos-chave que podem fazer uma diferença real na experiência do cliente.

Olhando para o futuro, os bancos devem fortalecer a sua infraestrutura digital, fortalecendo e modernizando os seus sistemas para estarem preparados para ultrapassar desafios presentes e futuros.

Vamos construir o futuro da Banca juntos?

Download Gratuito
Ana PaneiroIndustria da Banca 2021 – Digital Banking in a New World