O retalho não morreu, mas o setor como o conhecíamos sim…

Uma nova indústria do retalho está a surgir à medida que escrevemos estas palavras – uma indústria apoiada, aprimorada e atualizada Introdução pela tecnologia. 2020 foi um ano disruptivo para todas as indústrias, e a indústria do Retalho não foi exceção. A indústria do retalho teve que pensar “fora da caixa” e encontrar formas de se reconectar com os clientes, mesmo à distância.

Alguns retalhistas ainda, conseguiram encontrar oportunidades no meio da crise e encontraram formas inovadoras de fazer negócio, reorganizando operações, repensando modelos de negócio e aproveitando a tecnologia existente para seguir em frente. Agora, o setor do retalho tem a oportunidade de se ajustar e adaptar às novas necessidades e expetativas dos clientes. Descubra tudo no novo Estudo Indústria do Retalho 2021.

De todas as vendas globais de retalho serão online até 2024; Source: Statista

O que encontrarmos quando finalmente chegarmos ao outro lado da crise não será uma realidade de retalho que foi meramente acelerada pelo COVID-19. Ao invés disso, encontraremos uma indústria e consumidores remodelados por esta – para sempre.

Doug Stephens, Resurrecting Retail
Download Gratuito

Digital Xperience no Retalho

De acordo com o Statista, as vendas mundiais do comércio eletrónico no retalho totalizaram 4,28 biliões de dólares. Até 2022, as receitas de retalho online devem crescer para 5,4 biliões de dólares. Estes números mostram uma tendência clara para a economia digital. Na nossa perspetiva, existem dois motores principais na disrupção da indústria do retalho: os avanços tecnológicos, suportados pela emergência de tecnologias e a mudança de comportamento do cliente, capacitada em parte pela realidade mobile e pelo mundo digital em geral.

Estas duas forças estão a transformar, de forma irrevogável, o negócio do retalho. Consumidores empoderados, conectados 24 horas por dia, 7 dias por semana através dos seus smartphones, têm uma enorme quantidade de informação à sua disposição, na qual confiam para tomar decisões de compra.

Media

Desafios e Oportunidades

Resultados e Insights

Evento de lançamento

Futuro da Indústria do Retalho

Ao analisar a indústria e refletir sobre os fatores de disrupção mencionados anteriormente, concluímos que a indústria do retalho necessita de endereçar uma série de desafios. Por outro lado, as tendências do setor apontam para várias tendências.

Desafios

Um dos aspetos mais desafiantes que os retalhistas necessitam de endereçar são as crescentes necessidades e expetativas dos clientes. O ano passado mudou drasticamente os nossos hábitos de consumo. E não existe qualquer garantia de que iremos reverter o nosso comportamento para os tempos de pré-pandemia.

Os consumidores procuram cada vez mais conveniência nas suas experiências de compra porque o tempo é precioso. Queremos que as nossas necessidades e desejos sejam satisfeitos agora. A nossa expetativa é que as entregas ultrarrápidas se tornem o padrão da indústria nos próximos anos. Mas primeiro, os retalhistas terão que continuar a automatizar fases críticas do processo de entrega.

A informação contextual é essencial para que a experiência de compra se torne relevante. Para tal, é necessário ter a tecnologia e a capacidade necessárias para transformar os dados do cliente em ações.

Porque é a sua marca existe? Porque é que os consumidores precisam da sua marca nas suas vidas? Qual é o valor que a sua marca oferece à vida de um cliente? Estudos1 têm demonstrado que as marcas que comunicam propósito evocam respostas físicas e emocionais intensificadas por parte dos consumidores.

Tendências

A personalização domina quase todo o tipo de conteúdo relacionado com a indústria do retalho e por um bom motivo. Sabemos que os clientes gostam e respondem positivamente a experiências personalizadas.

A crise climática está finalmente a receber a atenção do público em geral que merece. A sustentabilidade tem sido um tópico de interesse há já alguns anos, mas nunca antes foi o ponto focal de tantas indústrias como agora. Já não podemos ignorar o problema das alterações climáticas ou escondê-lo debaixo do tapete.

Ainda que seja verdade que o comportamento do cliente foi mudado durante os confinamentos anteriores, onde dependeram das compras online e da entrega ao domicílio, as lojas físicas ainda têm alguma vantagem sobre o comércio online.

Fatores como distanciamento social, confinamentos sucessivos e a conveniência das compras online resultaram no crescimento do e-commerce. Os consumidores cada vez mais esperam que as suas experiências de compra sejam convenientes e imediatas.

Quase dois anos ficou claro que, ainda que os clientes possam ter saudades de visitar lojas físicas e não o deixarão de fazer, o retalho online também está a crescer.

Vamos começar a construir a nova geração de experiências.

Download Gratuito
Ana PaneiroIndústria do Retalho 2021 – Hybrid Retail: A New Era